4 cuidados essenciais com cães peludos no calor!

4 de junho de 2018 Mundo Pet

Por vivermos em um país tropical, na maior parte do nosso território, o calor não tem dia certo para chegar. Em qualquer estação do ano, estamos sujeitos a sentir as temperaturas subirem e somos obrigados a adaptar o look para não suar, não é mesmo?

No entanto, os cães peludos não têm a possibilidade de mudar o visual sozinhos, por isso é preciso que seus tutores estejam atentos aos cuidados com eles nos dias mais quentes. Basicamente, cães possuem um sistema interno para regular a temperatura do corpo, e os pelos fazem parte desse mecanismo natural, agindo como protetor solar e isolante térmico.

Portanto, tosar totalmente o pet de pelos médios ou longos pode trazer mais problemas do que benefícios ao seu organismo. Contudo, em alguns casos, encurtar os pelos é uma saída apropriada para melhorar a sensação de bem-estar. O veterinário é o profissional certo para avaliar a melhor solução para cada situação.

Além de cuidar da pelagem, existem outras formas de ajudar o seu companheiro de quatro patas a se sentir bem no tempo quente. A seguir, confira algumas dicas para melhorar a qualidade de vida do seu pet!

1. Evite passeios nas horas quentes

Para que o passeio com seu cão seja uma experiência divertida e agradável, escolha a hora certa de sair de casa. Prefira o começo da manhã, antes que os termômetros comecem a subir, ou os períodos de fim de tarde e noite, quando o clima estiver mais ameno. Além de proteger o pet contra a hipotermia, essa medida ajuda a impedir que suas patinhas se queimem no contato com o chão quente demais.

2. Fique de olho na hidratação

Assim como as pessoas, os cães precisam se manter bem hidratados no tempo quente. Isso ajuda o corpo a melhor regular sua temperatura e a repor os líquidos perdidos ao longo do dia.

Sempre ofereça água limpa e fresca ao seu cão, mantendo os bebedouros bem higienizados e trocando seu conteúdo com regularidade. Ao sair de casa, também é importante levar água em uma garrafa e um recipiente no qual seu cão consiga matar a sede.

3. Crie um ambiente fresco

Para conseguir descansar e se sentir bem dentro de casa, o pet deve ter um ambiente protegido do sol, com boa ventilação e temperatura mais fresca. Você pode dar a ele acesso a um cômodo de piso frio, ligar um ventilador ou um ar-condicionado e deixar que ele escolha o canto mais agradável.

Atualmente, nos pet shops, existem produtos que auxiliam na hora de criar esse espaço especial, como tapetes resfriados. Se o seu amigo for muito calorento, pode valer a pena investir em um artigo próprio para ele.

4. Controle a alimentação

Para que as refeições fiquem mais gostosa no calor, uma boa alternativa é oferecer opções mais úmidas, seguindo sempre as recomendações de um veterinário. Alimentos com mais líquido vão auxiliar na hidratação e na temperatura do corpo.

Outra medida é mudar um pouco os horários das refeições, dando a comida em momentos mais frescos do dia. Com o clima mais frio, a digestão fica mais fácil e o cão vai se sentir melhor e com mais apetite.

Seguindo essas dicas, os tutores proporcionam uma vida mais confortável a seus cães peludos, tanto no auge do verão quanto naquelas semanas de inverno nas quais o sol aparece com força. Se você ainda tiver dúvidas em relação aos cuidados com seu amigo no calor ou caso note alguma mudança no comportamento dele, lembre-se de sempre procurar um veterinário de confiança.

Esses são apenas alguns cuidados que se deve ter com um cão de estimação. Se você está pensando em levar um novo amigo de quatro patas para casa, entenda melhor o que é preciso considerar antes da adoção.