Enriquecimento ambiental: o que é e qual sua importância para os cães?

24 de outubro de 2018 Mundo Pet

O enriquecimento ambiental está cada vez mais valorizado na criação dos animais — aqueles criados fora do ambiente selvagem. Isso porque os pets, atualmente, vivem em locais cada dia mais verticalizados e que apresentam pouco espaço para a sua criação.

A vida em apartamentos pode impedir que o bichinho receba estímulos do ambiente, contribuindo para o aumento do nível de estresse ou outros problemas comportamentais. É necessário prover o espaço com objetos, criando oportunidades para que o pet canalize a sua energia positivamente.

O enriquecimento ambiental cria condições para que o pet expresse o seu comportamento naturalmente. Isso pode ser feito equipando o local com brinquedos e objetos que o estimulem a fazer determinadas atividades.

Neste post, você vai entender melhor por que o enriquecimento ambiental é importante e aprender algumas dicas de como proporcionar uma vida saudável ao seu amigo peludo. Confira!

Quais as consequências de uma criação sem o enriquecimento ambiental?

Atualmente, é comum que os cães sejam criados em apartamentos e, muitas vezes, passem sozinhos grande parte do dia. Dessa forma, eles ficam muito tempo sem atividades, o que pode levá-los a apresentar estresse e outros problemas comportamentais, como latidos em excesso, compulsão, ansiedade da separação e apatia.

O cão precisa despender energia diariamente. Isso faz bem para a sua saúde mental e física. É possível, mesmo morando em apartamento, garantir que ele faça atividades e se divirta. Daí a importância do enriquecimento ambiental — ou seja, criar condições para que ele libere toda a sua energia.

Como proporcionar a seu cão o enriquecimento ambiental?

Vamos dar algumas dicas de como tornar o ambiente que seu cão vive mais enriquecido. Você vai tornar os dias dele mais agradáveis e divertidos, além de contribuir para a sua saúde física e mental. Acompanhe!

Providencie brinquedos variados para seu cão

Existem brinquedos de todo tipo em pet shops, capazes de deixar qualquer um em dúvida sobre qual deles escolher. A primeira coisa que você deve pensar na hora da escolha é optar por aqueles que ofereçam menos riscos de se partirem ou soltarem pedaços: isso evitará possíveis acidentes.

Você encontra itens de formatos variados e alguns até com variação no sabor — que acabam estimulando o pet, canalizando o instinto de destruição para atividades saudáveis e que podem ser controladas.

Se ele aprovar a sua escolha, verá que ficará entretido bastante tempo com o brinquedo. Escolha mais de um, evitando que ele se entedie logo e largue o objeto. Essa alternativa evita o surgimento do estresse e da ansiedade, pois ao roer o brinquedo ele libera a energia acumulada.

Outras sugestões para os cães roerem e destruírem são o coco verde, que apresenta uma fibra fácil de limpar após a bagunça; e a garrafa pet sem a tampa e o rótulo, que faz um ruído que agrada muito os cachorros.

Brinque de esconder petiscos

Compre petiscos no pet shop e esconda pela casa. Com essa brincadeira você estimulará o sentido do olfato, exercitando o faro de seu peludo. Comece por colocar em locais fáceis, depois vá aumentando o grau de dificuldade.

Essa brincadeira pode ser feita também com um brinquedo do qual ele goste muito. É bastante divertido e com isso ele estará se exercitando.

Ofereça brinquedos que o façam raciocinar

Existem brinquedos nos quais introduzimos os petiscos e fazemos com que o mascote descubra como os tirar dali. É possível encontrar até comedouros mais desafiadores, obrigando-os a comer de forma mais lenta. Exemplos disso são as petballs e o Kong.

O próprio tutor pode criar um brinquedo rapidamente, bastando, para isso, uma garrafa pet vazia. Faça alguns buracos na lateral da garrafa para que o cão, conforme vá brincando, tente retirar os petiscos ou ração de dentro. Não dificulte muito, pois o cão tende a perder o interesse quando a brincadeira se torna difícil.

Como você pôde conferir no artigo, é fácil promover o enriquecimento ambiental para seu pet, não é mesmo? Com essas dicas você verá que ele se tornará bem mais disposto e feliz. Experimente!

Gostou deste texto sobre enriquecimento ambiental? Aproveite a visita e assine a nossa newsletter. Assim, você receberá as nossas atualizações por e-mail e ficará por dentro de muitos outros assuntos sobre seus amigos peludos!